Páginas

segunda-feira, 7 de março de 2011

Fragmentos II


Sinto por ela um amor de mãe:quero protegê-la de todos,até dela mesma.

Escrever não é mentir.Escrever é divinizar a realidade.

Ah Deus,esqueci que as pessoas também vivem e viver,infelizmente, não é só escrever.

Ah Clarice,todos somos fracassados,não salvamos nem a nós mesmos.



3 comentários:

Mariana disse...

Oh minha querida já andei a tentar descobrir como se tirava aquilo mas não encontro, nem sei como aquilo apareceu porque até há pouco não tinha.. Mas eu vou continuar a tentar.

És como sempre uma querida comiga:)

Long Haired Lady disse...

eu tento!

Luiza disse...

teus fragmentos são ótimos guria! quem sabe não renderiam textos em um momento de inspiração? aposto que ficariam muito bons. um beijo querida!