Páginas

domingo, 10 de outubro de 2010

Desamo-te

"...dessa vez era um amor mais realista e não romântico:era um amor de quem já sofreu por amor."
Clarice Lispector
 
Des-amei te.Assim do nada,como quando se acorda de um sonho profundo e se percebe a vida cutucando o pé.Se me perguntares eu te direi:"Amei,muito,e a ti.Só não poderia me largar,não agora que percebi que para viver preciso de mim."
Eu te gosto,demasiadamente,e te admiro muito.Me sinto extremamente feliz por essa merda de amor não ter acabado com todo esse efeito que causas não só em mim,mas em todos a nossa volta .Me enganei,amo-te.Mas amo-te sem essas babaquices e pieguices de antes,amo-te com mais objetividade,como um grande amor merece ser amado.Porque descobri que para amar-te é preciso não te amar.È preciso deixar de lado o próprio amor e ir além,procurar uma razão para não estragar tudo.Amar é ser forte o bastante para ser fraca,e não me permito essa fraqueza.Amo-te como um grande amor que continuará sempre vivo,porque as lembranças não foram estragadas por dor alguma,porque esse amor não pode ser dar ao luxo de ser jogado ao vento.
È tão bom lembrar do amor,no des-amor e ainda amando.Estranho,né?
A verdade mesmo é que sou tão imunda quanto Bruno,Macarrão e sua tropa.Porque acabei com um amor que implorava tanto por ser vivido,que mesmo doendo,antes alegraria,traria momentos de imensa felicidade.
Me perdoe,você deve estar me achando uma desvairada e acho que percebeu minha mudança e meu afastamento em relação a ti,mas declaro que esse bloqueio foi rompido nesse instante,porque contigo quero conservar as melhores lembranças,porque preciso de uma carga desse amor desamado.Agora só peço que não me ame,não se isso lhe trazer lágrimas aos olhos e te ferir o coração.Pois preciso de ti inteirinho,para conservar em minha memória e quero que encontres o melhor amor que se possa ter.
Porque eu te amo,te amo e te amo.Mas te amo sem dor,te amo com a razão.Amo-te com um amor jamais ousado sentir,é um amor de uma só face,é um amar des-amado.


Porque ser sua amiga e te amar e ser amada assim é a melhor coisa que poderia me acontecer agora.Amo-te,e espero que me ame,mas ame sem dor.Ame-me como uma grande amiga.

3 comentários:

Fran.ciellen :) disse...

Acho que comparar qualquer um com Bruno é demasiado cruel ):

mas todo amor, sem dor, é lindo - e merece ser vivido!
belo post.

OY disse...

amar alguem des-amando é o primeiro passo para saber que a pessoa que voce mais deve amar é a si mesma.
Parabens por este avanço, de fato estou bem menos preocupada com vc agora, ja que parece ter entendido e visto com os proprios olhos q eh possivel se amar sem ser alucinadamente refem de um amor sem medidas, um amor nao saudável, mas principalmente, um amor que te corroi por dentro, que te consome como um monstrinho comendo cada tirinha de sua objetividade.
Saiba, querida que se vc nao compreende o amor como um efeito de se amar e estar pronta para estar com outra pessoa, nao serás feliz, pq precisarás do amor da outra para compensar pela falta do seu próprio.
Estou feliz por vc, mas ainda um pouco preocupada pq vc ainda PRECISA dele na sua vida.
Voce so ficará bem qndo puer dizer: "eu POSSO viver sem voce, posso e NAO preciso de voce, mas te quero mesmo assim!"
enorme beijo!

Denise disse...

preciso entrar neste processo de desamor.
to seguindo