Páginas

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Parte 4

...continuação
Will estava determinado a falar com Liam,seu melhor amigo desde a infância,a quem contava todos os seus segredos e confiava cegamente.Ele o procurou por toda a escola,mas não o encontrava,então lembrou que Liam havia dito que estaria na biblioteca estudando matemática,talvez não lembrasse disso pois seu amigo sempre foi do tipo que ficava com as garotas e ele o que estudava e virava amigo das namoradas do amigo.
Quando chegou na biblioteca,logo o encontrou.
-Liam,preciso falar com você!-Will parecia mais agitado que antes,seu sangue corria rápido pelas veias.
-Claro,pode falar.-Liam rabiscava calmamente uma folha de papel.
-Você precisa me ajudar com uma coisa,mas por favor não fale isso para ninguém.
-Certo,fala.Você está me preocupando.
-Desculpa,é que eu nunca senti isso antes.Liam,eu estou apaixonado.-Will se sentiu aliviado ao falar isso,sentia que as coisas começavam a melhorar.
-È sério?Você?Mas por quem?-Liam falava calmamente,mas achava estranho o fato do seu amigo ter se apaixonado.
-Ainda não sei quem é,mas preciso conhecê-la e preciso de sua ajuda.
-Você não conheça a menina?Você está louco,mas tudo bem eu te ajudo.-Liam ria-se do amigo,o achava engraçado.

Nesse momento,Naomi interrompeu a conversa dos dois.

-Lembra da menina que você ficou na festa de aniversário de Erin,Liam?-ela falou.
-Que menina?Você não me falou nada,Liam.
-Uma menina aí.Você saiu da festa cedo e já se passou tanto tempo que eu me esqueci de te falar.
-È aquela sentada ali,é a de cabelo cacheado.-Naomi apontava para a menina.

Will a reconhecia,em qualquer lugar,qualquer hora reconheceria aquele sorriso,aquele olhar,aquela voz surpreendentemente mais alta que o normal.
Ele não suportou,a raiva e o ódio lhe subiram a cabeça,aquela era a sua amada e seu melhor amigo havia ficado com ela,ele não aguentava mais aquela situação,precisava ficar sozinho.Então saiu correndo da biblioteca;Naomi e Liam não entenderam o que se passava com Will,mas estes não puderam interceder,já que a bibliotecária os olhava zangada.
Will iria para outro lugar,respirar um ar só seu e pensar sobre o que faria,a incerteza era grande,mas de uma coisa ele tinha certeza:Amaria sempre aquela garota.

...continua

Um comentário:

Tay R.- Jaci M. disse...

Ah, eu gostei muito do seu blog, você esctreve muito bem os sentimentos, parabéns *-*
Beeijos, tay.